Qual é a sua raiz?

Vamos falar sobre a Raiz e a Gratidão!

De alguma forma tudo se une com meu aprendizado sobre as Constelações Familiares e Organizacionais , o trabalho inspirador da Virginia Satir sobre “Ser Humano” e a prática constante nos encontros no consultório.
É um entendimento da alma, lento e progressivo. Onde a cada dia, a cada consulta, ou a cada vez que me coloco como facilitadora em uma constelação, este “saber” se aprofunda e se integra.

É um presente poder olhar para esta compreensão e recebê-la por inteiro.
Então, seguindo este entendimento, eu me entrego ao desejo de agradecer e honrar aqueles que me ajudaram a chegar aqui.

Talvez em alguma parte deste texto você tenha o impulso de fazer algo sobre sua historia pessoal.

De dar uma olhada em todo seu caminho e se deter por alguns instantes em pessoas, fatos, momentos, que foram importantes para você, mas que por algum motivo ainda esperam por algo.

Olhe para estas pessoas e seus destinos e agradeça.
Reconheça suas contribuições e dê a elas um lugar na sua historia e no seu coração.
Faça isso quantas vezes você quiser e achar necessário.

Todos ganham com este breve ritual e algo maior se põe em movimento.

Em primeiro lugar – onde tudo começou pra mim – eu agradeço a meus pais: Roberto e Célia. Com eles comecei nesta existência e deles tudo recebi. Primeiramente a Vida. E isso é muito! E também tudo mais que veio depois. E o que recebi deles hoje passo para minhas filhas. Em homenagem a eles e às suas histórias.

Agradeço também a todos os professores (oficiais ou não) com os quais aprendi algo durante meu caminho. Desde muito pequena na escola, quando somos confiados às mãos dos educadores para o início de nossa jornada, até a idade adulta onde assumimos nossas vidas e escolhemos nossos mestres. E muitas vezes somos escolhidos por eles e tomados a serviço de algo maior. A todos eles meu Muito Obrigada pelos ensinamentos inspirados que me permitem estar aqui hoje escrevendo este texto.

Agradeço aos amigos e colegas que conheci durante minha vida adulta. Alguns me conduziram a caminhos muito ricos que realmente acrescentaram algo muito importante à minha vida.
Outros me acompanharam e apoiaram neste caminho. E outros ainda foram sábios, que apenas assistiram, torcendo de longe para que eu chegasse lá.

Agradeço até aos que pela dor da separação me mostraram quais caminhos não quero mais percorrer.

Aos meus mestres, da terra e da Luz, meu profundo respeito por todos os ensinamentos que recebi de vocês!
Minha forma de homenageá-los é passar para frente tudo que aprendi.

Agradeço profundamente à minha família, que hoje está a meu lado em todos os lugares e dimensões.

Sinto a força deles e assim posso continuar. A meu querido marido Flávio, por sua paciência, dedicação e amor. Ter você ao meu lado nesta caminhada é uma honra!

Às minhas filhas Juliana e Beatriz que me inspiram a fazer algo melhor para elas e para o mundo, trazendo a energia do novo e a esperança que tudo vai dar certo!

Com um profundo respeito eu olho para todos eles e agradeço tudo o que recebi, da forma que veio pelo preço que custou a eles e pelo preço que custa a mim. Muito Obrigada!

E com o nascer do sol que agora me acompanha eu termino este pequeno texto com um poema de Borries von Munchhausen (mencionado nos livros de Bert Hellinger) que dedico a todos meus parceiros de trabalho, que estão também nesta missão maravilhosa e me ajudam divulgar a milhares de pessoas tudo que aprendi.

A Bola Dourada

O que recebi pelo amor de meu pai
eu não lhe paguei,
pois, em criança,
ignorava o valor do dom,
e quando me tornei homem, endureci
como todo homem.

Agora vejo crescer meu filho,
a quem amo tanto
Como nenhum coração de pai
se apegou a um filho.
E o que antes recebi
estou pagando agora
a quem não me deu
nem vai me retribuir.

Pois quando ele for homem
e pensar como os homens,
seguirá, como eu,
os seus próprios caminhos.

Com saudade, mas sem ciúme,
eu o verei pagar ao meu neto
o que me era devido.

Na sucessão dos tempos
meu olhar assiste, comovido e contente,
o jogo da vida:
cada um com um sorriso,
lança adiante a bola dourada,
e a bola dourada nunca é devolvida!

Compartilhar: